Skip to main content
TD - 5 fatores 2 - af

5 fatores que se deve levar em conta na hora de escolher uma distribuidora de vidros

Utilizados principalmente para trazer luminosidade, transparência e amplitude aos projetos, vidros e espelhos cada vez mais, marcam presença em obras e no design de interiores.

 

Eles acabam sendo peças chave em acabamentos, painéis de fechamento, detalhes decorativos e mobiliário. E existe uma infinidade de vidraçarias no mercado que oferecem desde vidros mais simples como o float liso ou comum aos de segurança, indicados para guarda-corpos e escadas.

 

Contudo, no momento de escolher o fornecedor ideal, é importante estar atento a alguns fatores. A contratação errada por parte do arquiteto e/ ou engenheiro, pode trazer dores de cabeça indesejadas como o uso de materiais de baixa qualidade ou instalados de forma incorreta.

 

Veja a seguir algumas dicas para escolher uma distribuidora de vidros qualificada.

 

Neste post, você vai saber:

-3 erros graves na má contratação

-Cuidados no recebimento do material

-Não se engane com preços baixos

-Qualidade em todos os níveis: tecnologia conta (e muito)

 

 Saiba quais são os 3 erros graves na má contratação

 

Atrasos, vidros fora da especificação e falhas na instalação. Esses são alguns problemas comuns quando se trabalha com empresas pouco experientes ou descomprometidas com o serviço prestado. A entrega de vidros com espessura menor do que a contratada é uma falha grave e, dependendo da aplicação, as peças podem não suportar seu próprio peso e quebrar.

 

Então é fundamental na hora do recebimento do vidro, conferir a sua espessura, e checar se o acabamento e a cor do material são condizentes com o que foi combinado no momento da compra.

 

1 – Soluções que contribuam para o projeto

É realmente útil quando o vidraceiro ou empresa responsável pela entrega do vidro ou espelho, possui habilidade técnica capaz de orientar o cliente quanto ao produto mais indicado para cada aplicação e também, quanto aos equipamentos necessários ou definir com certeza as características que fazem do vidro, por exemplo e de fato, temperado. Uma empresa que traz um mix de produtos interessante do ponto de vista arquitetônico, por exemplo, trazendo as qualidades estéticas e soluções tecnológicas que contribuam para o projeto, é um fornecedor que deve se considerar.

 

2- Confiabilidade

Todos temos aquele fornecedor que não abrimos mão, certo? Isso acontece porque em algum momento ele ganhou a nossa confiança.

Para encontrar uma distribuidora de vidros de confiança e com bons profissionais, a indicação de quem já testou e aprovou o serviço continua sendo uma boa opção. Geralmente, arquitetos e designers de interiores já possuem uma lista de empresas com as quais vale a pena fazer negócio. Contudo, eles estão sempre em busca de bons fornecedores.

 

3 – Qualidade em todos os níveis

Não, vidro não é tudo igual. Além da espessura, da cor e do acabamento (bisotado, impresso, jateado ou outros), existem diferenças em relação à resistência, à flexão e a variações de temperatura.

 

Existem alguns fatores que estabelecem o conceito atrelado a qualidade do material e profissionais que lidam com esse tipo de produto e entendem a sua relevância na revelação das formas, texturas e cores em diferentes projetos, sabem que Confiabilidade das medidas estética e Qualidade no acabamento são atributos desejáveis.

 

Claro que a procedência do vidro também acaba sendo um fator importante para avaliar sua qualidade. Normalmente, fornecedores tradicionais, com anos de estabelecimento, mantém a boa origem de seus produtos. Na hora de comparar propostas não foque apenas no preço. Fique atento a garantia de durabilidade e resistência do material. Certificação do Inmetro ou selo ISO 9001 são uma forma de garantia. Também é possível consultar a internet e verificar se há muitas reclamações sobre a empresa.

 

Além disso, capacidade de isolamento térmico e acústico, de acordo com as necessidades do projeto podem ser características a se considerar.

 

Nos últimos anos, o aperfeiçoamento na produção de vidros e espelhos tem resultado em superfícies mais resistentes a manchas, a riscos e arranhões, muito utilizados em tampos de mesa, aparadores ou revestimento de paredes. A tecnologia aqui é um fator decisivo no resultado final do material.

 

4 – Entrega rápida e instalação adequada

Muitos arquitetos, vidraceiros e profissionais da construção civil reclamam do descumprimento dos prazos de entrega. Não entregar o vidro dentro do prazo, significa que toda a construção pode atrasar. Ou pior, não ter produto para oferecer pois o vidro ainda não foi entregue.

 

A disponibilidade do produto especificado pode impactar no prazo de entrega. Verifique a localização do fornecedor ou se ele possui um estoque local próximo a sua região. Muitas empresas, mesmo que não tenham um estoque local, possuem uma logística estratégica perfeitamente capaz de cumprir prazos.

 

Mas pouco adianta um produto de qualidade e entregue em tempo, se a instalação não for adequada. Um projeto de execução, com informações sobre os acessórios, peças de ancoragem, perfis e vedação é fundamental, especialmente em aplicações complexas, como fechamentos de varandas e boxes de banheiros.

Então fica a dica: Solicite as especificações detalhadas e o acompanhamento de um profissional qualificado para o serviço. Assim, você evita surpresas.

 

 5 – Flexibilidade

Aqui vale lembrar que a relação com a carteira de fornecedores vai muito além da compra e venda de produtos. De nada adianta ter uma empresa que faça um bom preço, mas que não garanta prazos, que não seja flexível com preço e formas de pagamento.

 

faça um orçamento-tempermed-cta-blog